sbinvestimentos

Cresce preocupação com febre amarela após morte de mais um macaco no Oeste de SC

Cresce preocupação com febre amarela após morte de mais um macaco no Oeste de SC

Por Portal Celeiro em 21/09/2021 às 14:14:48
Foto: Ascom Setor de Zoonoses e epidemiologia de SC | Divulgação

Foto: Ascom Setor de Zoonoses e epidemiologia de SC | Divulgação

Mais um macaco prego foi encontrado morto no interior do município de São João do Oeste na última sexta-feira, 17. O macaco foi encontrado por um morador da comunidade da Linha Jaboticaba que avisou a sua agente comunitária de saúde.

O Setor de Zoonoses e epidemiologia do Estado se deslocaram até a comunidade e fizeram a recolha do animal no sábado pela manhã, 18.

Segundo a enfermeira responsável pela epidemiologia, Morgana Grade, foi realizada a conferência das cadernetas de vacinação de 25 moradores que residem em um raio de 300 metros do local em que o macaco foi localizado, e todos estão com a vacinação contra a febre amarela em dia.

Morgana destaca que macacos mortos são possíveis sinais de alerta para a circulação do vírus da febre amarela. Ressalta que o macaco não é o transmissor da doença ao ser humano, pois o real transmissor são os mosquitos, porém, os macacos são os primeiros a apresentarem sintomas ou morrerem.

O material foi coletado e enviado para análise no Laboratório de Saúde Pública - Lacen, em Florianópolis.

A orientação é de que ao encontrar um macaco morto, não se toque no animal e avise imediatamente o setor de saúde do município.

Fonte: Diana Isabel | Portal Peperi

Comunicar erro
confiarcont

Comentários

anuncie1novo