campanha_jurozerotp

Vacina da Moderna gera mais anticorpos que a da Pfizer/BioNTech, diz estudo

Artigo foi publicado no Journal o.f the American Medical Association

Por Portal Celeiro em 31/08/2021 às 10:37:44
 Foto: Chaideer Mahyuddin / AFP / CP

Foto: Chaideer Mahyuddin / AFP / CP

Um estudo envolvendo 2.499 profissionais belgas da √°rea da saúde mostrou que a vacina contra Covid-19 da Moderna gerou mais que o dobro de anticorpos do que o imunizante produzido pela Pfizer em parceria com a BioNTEch.

Os participantes receberam duas doses de uma das vacinas. O estudo foi publicado nessa segunda-feira (30) no Journal of the American Medical Association, revista da Associa√ß√£o Médica Americana.

Nova candidata

A SK Bioscience e a GlaxoSmithKline (GSK) anunciaram nesta ter√ßa-feira o início dos testes clínicos de fase 3 da GBP510, candidata da SK a vacina contra a Covid-19, em conjunto com um adjuvante fabricado pela GSK. Cerca de 4 mil volunt√°rios devem participar do estudo em v√°rios países.

Os testes v√£o comparar a seguran√ßa e a gera√ß√£o de resposta imune da GBP510 com os da vacina de Oxford/AstraZeneca, uma das que est√£o em uso no Brasil. De acordo com o comunicado, ser√° um dos primeiros testes de fase 3 (a mais avan√ßada em estudos clínicos de imunizantes) a comparar duas vacinas contra a Covid-19. Os laboratórios n√£o detalham em quais países os estudos acontecer√£o.

Adjuvantes s√£o subst√Ęncias farmac√™uticas utilizadas para aumentar a resposta imune de uma vacina. Segundo comunicado da GSK, dados das fases anteriores de testes mostraram que a combina√ß√£o da vacina com o adjuvante desenvolveu uma "forte resposta de anticorpos neutralizantes" nos participantes.

O número de anticorpos em volunt√°rios que receberam o imunizante teria sido de cinco a oito vezes maior que o encontrado no organismo de pessoas recuperadas da covid-19. A GBP510 é feita de nanopartículas, e mira no receptor da proteína Spike do coronavírus.

A expectativa das farmac√™uticas é de que a fase 3 se encerre no primeiro semestre de 2022, e que logo depois, com as devidas aprova√ß√Ķes regulatórias, a vacina seja incluída no consórcio internacional Covax Facility, para distribui√ß√£o global.

Fonte: AE

Comunicar erro
sbinvestimentos

Coment√°rios

confiarcont
anuncie1novo
guiafw