negociodaqui
natalportela

Novo comandante da Patram demonstra preocupação com dejetos de suínos em FW

Por Portal Celeiro em 01/03/2021 às 10:18:35
Foto: João Vitor Cassol | O Alto Uruguai | Reprodução

Foto: João Vitor Cassol | O Alto Uruguai | Reprodução

Responsável por atender 24 municípios, o 2º Grupamento de Polícia Ambiental (GPA), de Frederico Westphalen, está sob novo comando. Desde janeiro, a Patram-FW, como é conhecida a unidade do Comando Ambiental da Brigada Militar (CABM), é liderada pelo soldado Paulo Luís Albarello, 44 anos. Embora esteja há pouco tempo no CABM, o servidor já projeta os principais desafios que terá pela frente nos próximos meses.

Ao jornal AU, o comandante demonstrou preocupação com o desmatamento ilegal e destacou a necessidade de os suinocultores estarem atentos aos dejetos produzidos pelos animais. Segundo ele, a expansão da atividade econômica na região deve ser acompanhada de medidas rigorosas para evitar que tanques de rejeitos rompam. "Quando um tanque estoura, se os dejetos chegam a ir para um rio ou córrego, eliminam toda a vida, é um dano muito grande", aponta.

Além das prefeituras estarem atentas a esse tipo de dano, Albarello argumenta que cabe aos produtores buscarem diminuir o risco desses incidentes.

– O investidor pode ter feito tudo certo, ter os alvarás, estar dentro da lei, mas a gente sabe que podem ocorrer chuvas muito fortes ou até ação de alguns roedores e répteis. Se isso ocorrer e o tanque estourar, contaminando águas, o produtor vai sofrer sanções legais, vai ser investigado. É um risco que ele corre, e deve fazer o máximo para evitar esses desastres – destaca.

Os trabalhos em rios, combatendo a pesca predatória, e a fiscalização de atividades de caça são as outras ações que Albarello afirma priorizar. Recentemente, ele e a equipe estiveram no rio Uruguai, onde aprenderam redes e soltaram dezenas de peixes vítimas da pesca irregular.

Estreitar relações com a comunidade

O bom relacionamento entre a Patram e a comunidade é uma política que Albarello diz pretender seguir fomentando. Em caso de dúvidas, o comandante pede que a comunidade contate a unidade, bem como em caso de denúncias. "A população pode nos ajudar, com denúncias ou qualquer informação. Queremos seguir próximos das pessoas para seguir trabalhando pela vida, pela natureza", afirma.

Albarello lembra que a população pode procurar a Brigada Militar mais próxima caso queira contatar a Patram-FW, e que as prefeituras possuem profissionais capacitados para fazerem a orientação. "Sempre consultem a prefeitura. Querem derrubar um pinheiro? Liguem para a prefeitura, é possível fazer, mas tem que ter a autorização, e é o poder público que libera", finaliza.

Servidor da BM há 22 anos, Albarello atuou de 1999 a 2010 em Erval Seco, e até 2021, em Taquaruçu do Sul. Está no comando da Patram-FW há um mês.

Fonte: Jornal O Alto Uruguai

Comunicar erro
confiarcont
sbinvestimentos

Comentários

anuncie1novo